Regimes para emagrecer

Por J.Costa


Antes de qualquer coisa vale mais uma vez ressaltar que regimes para emagrecer não devem ser seguidos por muito tempo, pois diferente das dietas, há uma grande restrição alimentar podendo levar a donas irreparáveis a saúde.

Geralmente os regimes alimentares restringem a ingestão de um grupo alimentar ou vários. Obviamente que, levando em consideração a individualidade de cada ser humano é comum que um regime que funcione para uma pessoa não funcione para outra.

Devemos levar em consideração também que emagrecimento rápido pode causar o chamado “efeito sanfona”, ou seja, você pode engordar novamente em um curto período, apesar de haverem muitos estudos controvérsios sobre o assunto.

A maioria dos profissionais de saúde é totalmente contra que o paciente tente emagrecer em uma semana, mas é aquela história: sua cabeça é seu guia!

Regime com pouco carboidrato

Graças a famosa dieta do Doutor Atkins ficou muito popular os regimes e dietas baseados em pouco ou nenhum carboidrato. Inicialmente elaborada para portadores de diabetes, logo depois o cardápio foi adaptado para pessoas que querem perder peso.

Muitos estudos vem sendo realizados sobre este tipo de restrição alimentar e enquanto alguns afirmam que dieta sem carboidrato faz mal, outros tentam provar o contrário.

O “regime Atkins” consiste em basicamente eliminar o carboidrato das refeições e substitui-lo por carnes, inclusive gordas, como o bacon.

Muitas pessoas relatam uma perda de peso rápido sem maiores problemas, enquanto outras relatam fraqueza e até desmaios devido a falta de glicogênio.

Regime com poucas calorias

Baseia-se na quantidade de calorias ingeridas ao invés de restringir um grupo alimentar. Geralmente consome-se 500 calorias diárias em forma de shakes compostos por vitaminas e minerais.

Nesse regime vários riscos estão envolvidos, inclusive pode haver comprometimento do sistema imunológico e problemas de cálculo biliar.

Regime com pouca gordura

Esse tipo de regime baseia-se em refeições com pouca ou nenhuma gordura. Muito populares na década de 80, baseiam-se basicamente em alimentos ricos em fibras e com poucas calorias.

Antigamente acreditava-se que restringir apenas a gordura já era o suficiente para emagrecer já que os carboidratos eram considerados “energia” para o corpo, no entanto, hoje em dia sabe-se o verdadeiro “estrago” que pode fazer o excesso de carboidratos, em especial, os refinados.

Regimes saudáveis

Os regimes mais saudáveis não restringem esse ou aquele grupo de alimentos. Geralmente são baseados em grãos integrais, frutas, vegetais e carnes magras assemelhando-se muito a uma dieta, que pode ser seguida por uma período mais longo ou indeterminado.

Conclusão

Existem uma série de regimes para emagrecer, mas a grande maioria não podem serem seguidos por muito tempo, não só por uma questão de saúde como também pelo fato do metabolismo ficar lento.

Além disso, uma boa dieta e exercícios físicos diários devem ser seguidos ao final do processo para que não se recupere o peso perdido ou até mais.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>