Por que uma mesma dieta funciona para determinadas pessoas e não para outras

Por J.Costa


Nutrigenômica explica como a alimentação interfere na atividade dos genes. Saiba tudo aqui!

Os médicos sempre recomendam que as pessoas não sigam a dieta que foi passada para uma determinada pessoa sem antes fazer exames e passar por consultas. Afinal, seguir a dieta que foi passada para uma pessoa conhecida não vai enxugar os seus quilos da mesma maneira.

É bem provável que o cardápio de uma pessoa não sirva para você, pois cada organismo, devido a uma singularidade imposta através do DNA, responde de forma diferente a cada nutrientes. Esse é o que estuda a nutrigenômica, que é o campo da ciência dos alimentos que agora está ganhando mais força ao informar os menus que são personalizados e elaborados a partir do código genético de cada pessoa.

Para os especialistas dessa área, o que é mais promissor nessa nova linha de estudos é a capacidade em aplicá-la na prevenção de algumas doenças crônicas, como a obesidade, diabetes e câncer. O estudo mostra que cerca de 90% de toda a população mundial pode ser beneficiada com essa descoberta e o restante que fica de fora vai, devido a configurações genéticas, desenvolver doenças independentemente do que comer.

Por que uma mesma dieta funciona para determinadas pessoas e não para outras

Na maior parte, adquirir essa dieta ao DNA poderá ajudar no retardamento do aparecimento de alguma enfermidade ou então reduzir a severidade da mesma, de acordo com o pesquisador americano Jim Kaput, da área de Nutrição e Saúde Metabólica do Instituto Nestlé de Ciências da Saúde.

É claro que existem recomendações que são comuns para todas as pessoas, como controlar o excesso de sal e açúcar, já que são os maiores vilões da saúde. Porém existe um jeito para padronizar as dietas, considerando apenas o número de calorias.

O fato de você fazer a mesma dieta que um amigo e ele perder peso e você não, está associado ao fato de que os seus genes podem estar precisando de nutrientes de um jeito diferente. Existem pessoas que necessitam de mais gordura, enquanto outras de menos.

E na prática, como funciona?

A nutrigenômica é pouca difundida, mas encontra espaço já nos consultórios nutricionais. Essa não é uma dieta prescrita já na primeira consulta, pois o ponto de partida é um tipo de entrevista que leva até mais de 1 hora, onde o especialista vai analisar seus hábitos alimentares, histórico familiar e o estilo de vida. Somente a partir daí é que o especialista vai solicitar exames genéticos mantendo o foco nas doenças o paciente tem mais disposição.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.