Multivitamínico reduz o risco de doenças cardíacas?

Por J.Costa


Graças a uma séria pesquisa realizada ficou comprovado que a suplementação com multivitamínicos não protege contra ataque cardíaco, derrame ou morte relacionada a problemas do coração.

Este é o primeiro julgamento sólido com relação a suplementação com multivitamínicos e efeitos sobre a taxa de doença cardíaca. Foram necessário mais de 10 anos para que os pesquisadores chegassem a essa conclusão. Claro que estudos anteriores tem sido realizados, no entanto, tem sido um tanto quanto conflituosas e confusas mostrando um maior risco de morte prematura, inclusive de câncer entre aqueles que tomavam multivitaminas ou suplementos e outros benefício em evitar a morte entre os homens.

Nessa última pesquisa publicada pela Journal of the American Medical Association, pesquisadores liderados por Howard Sesso do Hospital Brigham and Women e Harvard Medical School estudaram um grupo de quase 15 mil pessoas do sexo masculino de 50 anos ou mais. Os pesquisadores selecionados tomaram um multivitamínico diariamente, enquanto a outra metade tomou um placebo. Nenhum dos participantes do estudo sabiam que eles estavam recebendo.

Após mais de 10 anos de acompanhamento, os participantes registraram 652 ataques cardíacos e 643 derrames além de 829 mortes por causa cardiovascular relacionados. Mas não houve diferença significativa nas taxas desses eventos entre os homens que tomaram as multivitaminas e os homens que não fizeram. As multivitaminas não parece fazer qualquer diferença.

É interessante saber que cerca de 40% dos americanos tomam um multivitamínico diário. Esses suplementos vitamínicos são supostamente desenvolvido para proteger as deficiências nutricionais.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.