Ingrediente alimentar que ajuda a saciar a fome

Por J.Costa


Cientistas britânicos descobriram ingrediente alimentar que faz com que as pessoas fiquem satisfeitas.

Cientistas britânicos conseguiram desenvolver um ingrediente que faz os alimentos ser mais satisfatórios para todos, ou seja, elas ficam com a sensação de estar mais saciadas após comer quando esse ingrediente está na dieta. Isso ajuda elas a comer menos e sucessivamente, ganhar menos peso.

O ingrediente contém propionato e foi criado por pesquisadores do Imperial College London e pela Universidade de Glasgow, as duas do Reino Unido. Essa é uma substância natural que estimula o intestino na liberação de hormônios que atuam no cérebro com o intuito de reduzir a fome.

Ingrediente alimentar que ajuda a saciar a fome

Quando consumimos fibras conseguimos produzir o propionato, que é fermentado por micróbios no intestino. Porém, seria preciso que comêssemos muita fibra para atingir um efeito significativo em relação a redução de fome naturalmente. Dessa forma os pesquisadores desenvolveram um ingrediente novo, a inulina-propionato de etilo, IPE no inglês. Esta fornece quantidades bem maiores da substância do que as pessoas conseguem geram em uma dieta normal.

Saiba como foi o estudo

Na primeira etapa do experimento, feito com 20 voluntários (ou o IPE criado por cientistas ou inulina) eles receberam uma fibra dietética e após conseguiram comer o quanto desejaram em um buffet.

Foi então que os cientistas descobriram que os que receberam IPE conseguiram comer 14% menos, o que dá em média do que os outros participantes, apresentando concentrações maiores de hormônios de redução de apetite no seu sangue. Em uma segunda fase do estudo, 60 voluntários com sobrepeso tiveram participação em um estudo de 24 semanas, onde a metade recebeu IPE em pó onde puderam adicionar aos alimentos e a metade inulina.

Apenas um dos 25 voluntários dos que completaram o estudo e que receberam IPE ganharam mais de 3% de seu peso, comparando com seis de 24 que receberam inulina. Ninguém do grupo do IPE conseguiu mais de 5% de seu peso corporal, comparando com quatro no grupo de inulina.

Terminada 24 semanas, o grupo do IPE tinha também menos gordura abdominal e no fígado, se comparadas as pessoas d grupo de inulina. Mesmo que os resultados tenham vindo através de um estudo pequeno e em estagio inicial, eles oferecem mais sinais encorajadores, onde o IPE pode ajudar na prevenção  de ganho de peso m pessoas que estão acima do peso ideal.

Esse novo passo da pesquisa é o de encontrar quais tipos de alimentos o IPE pode ser acrescentado com finalidade de auxiliar nas dietas. Para os pesquisadores, os melhores candidatos são shakes e pães.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.