Guia definitivo para ter a tão sonhada barriga chapada

Por J.Costa


Conheça esse guia definitivo para ter a tão sonhada barriga chapada que você tanto desejou.

Má alimentação, má postura e o estresse são os maiores vilões da barriga em excesso. Conheça aqui 10 atitudes que estão sabotando o seu sonho em ter a barriga tanquinho e mude já de hábito.

É claro que a alimentação é a grande responsável pelo aparecimento do excesso na barriga, porém ela não é a única vilã. De acordo com especialistas da área, o desconforto abdominal, o estresse, a genética e até a postura estimulam as gordurinhas na barriga, fazendo com que apareça o pneuzinho.

10 fatores que contribuem para o aparecimento de pneuzinho abdominal

  1. Estresse

Com o estresse diário a pessoa tem mais um aliado para o excesso de peso, isso ocorre devido as reações hormonais que levam ao excesso abdominal. Isso acontece porque o cortisol, que é um hormônio ligado a muitas funções metabólicas e é liberado nos momentos de estresse, se for liberado em um longo prazo e com excesso acaba afetando o metabolismo e ativa o armazenamento de gordura visceral e esta é a mais prejudicial. O ideal é viver focado no seu bem-estar e praticar atividades físicas.

Guia definitivo para ter a tão sonhada barriga chapada

  1. Postura

A barriga é sim um resultado, também, de uma má postura. Se você quer evitá-la, pratique yoga ou pilates.

  1. Exercício físico

Perder peso é fundamental para alcançar a redução abdominal e os exercícios aeróbicos são fundamentais nesse processo. Outros exercícios, como os localizados, ou seja a prancha de solo e abdominal, auxilia para o fortalecimento da musculatura abdominal, mas os aeróbicos aumentam o gasto calórico.

  1. Refrigerante

Por ser uma bebida rica em açúcar e gás, o refrigerante aumenta a barriga. Substitui tomando suco natural, pois o refrigerante é “caloria vazia”, ou seja, não traz benefícios nenhum para o nosso corpo.

  1. Açúcar

Ela é uma vilã da flora intestinal, principalmente o açúcar refinado que, em excesso, diminui as bactérias que são benéficas, aumentando as prejudiciais, o que leva à distensão do abdômen. Opte pelo açúcar mascavo que é mais saudável e não passa pelo processo de refinamento, mantendo o cálcio e ferro.

  1. Fibras

O aumento do consumo de fibras na dieta contribui para a redução da indesejável barriguinha. Isso porque elas formam um tipo de gel no estomago, o que dá a sensação de saciedade, porém de nada adianta o seu consumo sem água, por ser responsável para a formação do gel e bolo fecal. Se não houver o consumo de água, a pessoa pode sofrer de prisão de ventre.

  1. Congelados ou embutidos

Eles representam um alto teor de sódio e gordura, provocando retenção de líquidos e causando assim, a sensação de barriga inchada. O ideal é trocar por alimentos in natura, como queijos frescos, carnes e vegetais.

  1. Pão branco

Ele causa fermentação, estimulando a produção de gases, provocando o aumento abdominal. Opte pelos pães integrais.

  1. Gases

Estão na lista dos inimigos abdominais, como é o caso do brócolis, repolho, feijão, couve-flor e couve.

  1. Álcool

As bebidas alcoólicas levam ao desequilíbrio da flora bacteriana intestinal, resultando na distensão do abdômen.

Evitando esses causadores da barriga inchada e seguindo esse guia definitivo para ter a tão sonhada barriga chapada, você conseguirá realizar o seu sonho.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.