Grávidas podem fazer dieta?

Por J.Costa


Como as gestantes precisam de uma alimentação saudável, será que elas podem fazer dieta?

Especialistas afirmam que as mulheres grávidas precisam ter uma boa alimentação, ou seja, uma alimentação mais controlada. As gestantes precisam se alimentar adequadamente a cada três horas, incluindo em sua dieta as frutas, legumes, carnes, entre outros alimentos saudáveis.

Quando a mulher está dentro do seu peso considerado normal no início da gravidez, ela poderá engordar normalmente até ao final da gestação, porém se ela está acima do peso no começo da gravidez, o ideal é que ela engorde menos durante os noves meses.

Engordar menos não significa parar de comer, mesmo porque a gestação é uma fase em que a mulher necessita de todos os nutrientes para manter o seu corpo saudável e sadio, já que a maior parte das vitaminas vai para o bebê. Então, a gestante tem que ter um acompanhamento médico para o seu peso e para montar um cardápio saudável tanto para a mãe quanto para o bebê.

Grávidas podem fazer dieta?

As grávidas tem que ter uma alimentação balanceada durante a gestação toda, podendo até substituir o jantar por um shake ou uma sopa. Mas é importante não considerar isso como uma regra válida para todas, como já mencionamos, é fundamental o acompanhamento de um profissional da saúde para passar o cardápio ideal e acompanhar o ganho de peso da gestante.

Regime para gestantes só com acompanhamento médico

Gestantes não devem fazer regime sem ter um acompanhamento médico específico, pois o bebê e a mãe precisa de muitos nutrientes para estar fortes e saudáveis. Engordar durante a gestação é normal, afinal, é o peso do bebê, da placenta e do útero que está maior, além dos seios que ficam mais volumosos.

O organismo vai acumulando mais líquido, possui mais sangue circulando e além disso tudo, vai juntando mais gordura para fabricar leite na hora da amamentação. Vários regimes de emagrecimento debilitam o corpo de ferro, importantes vitaminas e minerais e ácido fólico e estes garantem a mãe e ao bebê que não venham a ter problemas.

O ferro impede que a mulher fique anêmica, a ácido fólico ajuda na prevenção de defeitos do tubo neural no bebê, por exemplo. É importante que a dieta seja voltada para o controle adequado do peso da gestante, tanto para o ganho como para a perda, levando em consideração o IMC (Índice de Massa Corporal). Sem se esquecer do acompanhamento médico e de considerar uma alimentação saudável, sempre.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.