Dieta delicatessen com vinho tinto e presunto ibérico

Por J.Costa


Quer perder quilo mais rápido e de uma maneira eficaz? Com a dieta delicatessen você consegue perder de quatro a seis quilos em apenas quatro semanas. Sem contar que essa é uma dieta fina. Conheça mais sobre a dieta delicatessen com vinho tinto e presunto ibérico.

A dieta delicatessen que inclui presunto ibérico e vinho tinto foi desenvolvida pelo Instituto Médico Europeu da Obesidade e permite a perca de, em média, cinco quilos em um único mês e de uma forma bem saudável. De acordo com a conclusão de uma equipe de especialista, esses dois produtos podem deliciar não somente nossas papilas gustativas, como também o coração, devido ao seu efeito cardiovascular, desde que ingeridos com moderação e seguindo uma tabela de alimentos compatíveis.

Com a dieta delicatessen você poderá perder de quatro a seis quilos em apenas quatro semanas. É claro que essa dieta inclui instruções nutricionais diferentes para homens, mulheres e esportistas. O que está incluso neste regime é o vinho tinto e o presunto ibérico, junto de uma diversidade de alimentos, todos preparados de maneira tradicional espanhola.

 Dieta delicatessen com vinho tinto e presunto ibérico

Como é a dieta delicatessen

“Delicatessen” significa coisa fina para comer (Francês) e delicatessen é uma loja que vende coisas finas para se comer. Então, a dieta delicatessen é uma dieta composta de coisas finas, como o vinho tinto e um bom presunto ibérico.

>Especialistas desenvolveram uma dieta hipocalórica com consumo diário de vinho tinto e de presunto ibérico, onde essa dieta é também muito rica em frutas, proteínas saudáveis e legumes. É recomendada, de acordo com o padrão de consumo diário, uma taça de vinho tinto de 150 milímetros para as mulheres e até duas taças de vinho tinto para os homens, sendo, no caso dos homens, uma no almoço e outra para o jantar.

Curiosidade

Você sabia que o presunto ibérico, ou presunto de pata negra, é um tipo de presunto curado, produzido principalmente em Portugal e na Espanha? Sua produção é baseada no porco preto ibérico, também conhecido como porco de pata negra ou então porco de raça alentejana.

Para uma boa produção, o animal precisa contar um mínimo de 50% de pureza da raça para poder ser chamado de “presunto ibérico”. O que distingue o presunto ibérico pela qualidade provém da pureza da sua raça, da criação em regime de liberdade em montados arborizados, que é onde os animais se movem livremente e o processo de cura que vai dos 8 aos 36 meses, um tanto mais demorado pelo tamanho da peça  e a quantidade de “bolotas” que o animal ingeriu.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.