Correr em maratona pode gerar problemas no coração

Por J.Costa


Esta semana uma preocupante notícia estampou as páginas da Daily Telegraph: As pessoas que correm maratonas tem maior risco de sofrer um ataque cardíaco.

Segundo os especialistas, entre 30 e 60 minutos diários de caminhada ou corrida é o ideal para quem visa melhorar a saúde geral do organismo.

A pesquisa realizada pela Clínica Mayo, nos Estados Unidos, revelou que o exercício de resistência extrema, como maratonas e Triathlon podem causar alterações estruturais das artérias do coração.

Ainda segundo a pesquisa, pode-se apurar que alguns atletas sofrem mudanças temporárias em sua função cardíaca após exercícios exagerados que retornam ao normal após uma semana, no entanto, para outras pessoas um tipo de cicatriz permanece permanentemente.

E o problema não é só esse: além de cicatrizes no músculo do coração, atletas de elite pode desenvolver mudanças em seu ritmo cardíaco, perturbação do ritmo cardíaco e outros problemas que podem até mesmo serem fatais.

Certamente as pessoas fisicamente ativas são muito mais saudáveis ??do que os sedentários já que o exercício é uma das coisas mais importantes para se fazer diariamente.

De qualquer forma, o exercício extremo não é propício para a saúde cardiovascular nem muito menos mais de 30-60 minutos por dia.

Segundo especialistas, uma rotina de atividade física diária pode ser altamente eficaz para a prevenção e tratamento de muitas doenças, no entanto, assim como um farmacológico, deve-se haver um limite na dose superior.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.