Benefícios dos Aminoácidos e Peptídeos

Por J.Costa


Aminoácidos e peptídeos são compostos orgânicos constituídos por variações de nitrogênio, carbono, hidrogênio, oxigênio e, em alguns casos, enxofre. Tantos os aminoácidos quanto os peptídeos estão diretamente associados as proteínas e desempenham um papel importante na saúde humana.

Aminoácidos

Existem uma grande variedade de aminoácidos que podem ser encontrados tanto em plantas quanto animais.
O corpo humano necessita de 20 aminoácidos para funcionar adequadamente. Doze desses aminoácidos podem ser produzidos pelo próprio corpo e 8 deles necessitam ser ingeridos através de alimentos ou suplementos alimentares, são eles a fenilalanina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, treonina, triptofano e valina.

Benefícios dos Aminoácidos e Peptídeos

Peptídeos

São compostos de aproximadamente 10 aminoácidos chamados de polipeptídeos. As proteínas são consideradas polipeptídeos de grande porte.
Os peptídeos são classificados de acordo com o número de aminoácidos sendo que com dois aminoácidos são chamados de dipeptídeos, com três tripeptídios, com quatro tetrapeptídeos e com indeterminados números de aminoácidos polipeptídeos.
No corpo humano os peptídeos são classificados de acordo com sua função geral.

Funções no organismo

Os aminoácidos e os peptídeos suportam uma ampla gama de processos biológicos. Por exemplo, a serina cria anticorpos para o sistema imunológico, a treonina é parte importante do colágeno e do esmalte, a lisina auxilia na absorção do cálcio.

Suplementação

Não há nada que um suplemento faça que um alimento natura não possa fazer. É claro que quando se exige altas doses de uma determinada substância, então, a suplementação pode tornar tudo mais confortável. Os peptídeos e os aminoácidos vem sido utilizados para tratar várias condições médicas.
A suplementação com peptídeos tem se mostrado eficaz no tratamento de pacientes com doenças autoimunes.
Doenças coronárias e insuficiência cardíaca é tratada eficazmente com o aminoácido L-arginina e a Tirosina tem sido utilizado pelos médicos no controle da doença de Alzheimer. Já a Taurina é uma opção no tratamento para crises epilépticas e diabetes.

Continue lendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.